Abrir uma empresa tem uma série de exigências fiscais e tributária e você precisa estar atento a todas elas para que não seja prejudicado no futuro.

Isso gera uma série de dúvidas na cabeça do empreendedor e muitos acabam desistindo da ideia de correr atrás do negócio próprio por se acharem incapaz de arcar com essas responsabilidades. 

Pensando nisso, a Grantime separou para você tudo o que você precisa saber para abrir sua empresa sem complicações. Vamos lá:

Como dar início ao processo de abertura de empresa?

Separamos um passo a passo com tudo o que você precisa fazer/ter para dar início ao seu processo de abertura de empresa. Vamos lá: 

1# Escolha o tipo de empresa ter:

Existem diferentes modalidades de empresa, essas modalidades são escolhidas de acordo com a lucratividade do seu negócio. A escolha do tipo da sua empresa pode determinar o seu sucesso, porque é aqui que você define como vai ser a tributação do seu negócio cobrada pelo governo. Dentre os tipos de empresa tempos:

MEI – Microempreendedor Individual: Esse é um programa desenvolvido pelo governo para regularizar quem trabalha por conta. O MEI paga cerca de R$50,00 por mês para ter direito a um CNPJ e poder desfrutar dos benefícios de ser um empresário para fazer coisas como: gerar notas fiscais, por exemplo. 

É interessante ressaltar que essa modalidade empresarial é bastante limitada, ela permite ser utilizada apenas por algumas profissões e isso não inclui atividades intelectuais e profissões regulamentadas pelo governo.

ME – Microempreendedor: Essa modalidade de empresa oferece mais possibilidades você. Além de possibilitar que você tenha um ou mais sócios, faturar R$360 mil/ano, pode escolher a maioria das atividades que contemplam as empresas e você pode emitir quantas notas quiser. 

A diferença do MEI para o ME é o imposto que incidirá em cima do faturamento, para serviço alíquota o imposto é de 4,5%, entretanto, essa porcentagem pode variar de acordo com R – uma nova regra para empresas do simples nacional. 

A vantagem dessa modalidade é que você só paga imposto quando fatura, diferente do MEI que você paga impostos independente do seu faturamento.

EPP – Empresa de pequeno porte: Essa são empresas que faturam de R$360 a R$4,8 milhões/ano. Essa modalidade é apenas uma diferenciação de nomenclatura, porque assim como a ME, ela pode emitir várias notas fiscais e fazer parte do Simples Nacional.

#2 Escolha a Natureza Jurídica do seu negócio: 

A Natureza Jurídica da empresa é a forma como ela se constituí, onde você identifica quem são os sócios e participação de cada um dentro da empresa. Existem três tipos de natureza jurídica diferentes, veja:

EI – Empresário Individual: Nessa modalidade você é o titular da empresa e exerce as suas atividades sob a sua pessoa física. Nessa modalidade, o seu patrimônio individual pode ficar comprometido em caso de endividamento.

EIRELI – Empresa Individual de Responsabilidade Limitada: Na EIRELI você também é o único sócio, entretanto, diferenciando da EI, nessa modalidade você não responde pelas dívidas da sua empresa. Para poder abrir uma empresa EIRELI você precisa ter o capital de no mínimo R$99.800,00. É interessante ressaltar que no caso de dívidas esse capital deve estar disponível para quitação. 

LTDA – Sociedade Limitada: Esse tipo de negócio é constituído por dois ou mais sócios, que contribuem com dinheiro ou bens avaliáveis em dinheiro para formação do capital da empresa. É importante destacar que as responsabilidades dos sócios é restrita ao seu capital social. 

Geralmente surge a seguinte pergunta: qual escolher? 

3# Defina a atividade que o seu negócio irá exercer:

Esse ponto é bastante importante, ele é o que vai enquadrar você no CNAE – Classificação Nacional de Atividade Econômica. A partir dessas definições que você poderá mensurar qual será o valor dos seus impostos. 

Você pode ter várias CNAE’s, mas você precisa definir qual será a principal. É aconselhável que você escolha a que você mais executará e consequentemente emitirá um número maior de notas. 

4# Defina seu regime tributário: 

Agora é a hora de definir o regime tributário do seu negócio. Existem três modalidades diferentes e é a partir delas que os impostos do seu negócio serão cobrados. 

Simples Nacional: Esse é um programa simplificado de recolhimento de impostos para empresas que têm seu faturamento em até R$4,8 milhões por ano. 

Quando você se adequa a esse regime tributário os impostos da sua empresa são calculados de acordo com a sua atividade econômica e com a tabela do simples nacional. 

Lucro Presumido: As empresas que se enquadram nessa modalidade são aquelas faturam até R$78 milhões de reais por ano e o pagamento de impostos não é unificado em apenas uma guia. 

Nessa modalidade, é presente cinco guias de pagamento de impostos: IRPJ, CSL, PIS, INSS e COFINS. 

Lucro Real: Nessa opção, tributos específicos como o IRPJ e o CSLL são retirados apenas em cima da lucratividade da sua empresa. Se você opta por essa modalidade é imprescindível que suas contas estejam em dia e de forma exata.  

Algumas empresas são obrigadas a se enquadrar nesse tipo, seja por sua atividade ou por seu faturamento. Empresas que faturam acima de R$78 milhões no ano são obrigadas a se enquadrar ao lucro real. 

5# Separe a documentação necessária para abrir sua empresa: 

Como qualquer outro tipo de processo que precise de autenticação no cartório, a abertura de empresa necessita também a utilização de alguns documentos pessoais, separamos a lista de tudo o que você vai precisar:

  • RG e CPF;
  • Comprovante de Endereço;
  • Certidão de Casamento (para quem for casado);
  • Cópia do IPTU ou documento que conste a inscrição imobiliária ou indicação fiscal do local onde será às instalações da sua empresa. 

Os documentos podem variar de acordo com a atividade do seu negócio. Entretanto, esses citados acima são os documentos padrões a serem pedidos.

6# Abra sua empresa pagando menos por isso: 

Abrir uma empresa pode ter um custo que pode variar dos processos necessários para a abertura de um negócio da atividade econômica que você escolherá. Todavia, contando com uma contabilidade especializada em abertura de empresa você pode economizar nesse processo.

A Grantime tem um time especializado no processo de abertura de empresa que pode auxiliar você em todo processo e ajudar você a se prevenir de possíveis problemas futuros. Um contador também pode oferecer consultoria especializada no processo de tomadas de decisão importantes, como por exemplo, na escolha da tributação do seu negócio.

Quer saber mais? Venha conversar